Casa da Fada Azul

Na casa da Fada Azul tem sempre biscoitos de gengibre, mel e canela, assando no forno!
Perfume de flores por toda parte...
Na casa da Fada Azul ouve-se risos de crianças, o cantar dos passarinhos e música suave, com flautas e sinos!

Sejam bem-vindos à casa da Fada Azul!


Em homenagem aos meus filhos, Dhayaram e Suraj, que amam fadas, principalmente a Fada Azul!

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

O Natal está chegando


E com ele vem um monte de desejos, lojas cheias de penduricalhos, árvores em diversos tamanhos, luzes, cores, “promoções”, Papai Noel e mais uma infinidade de coisas.

Quem passa por aqui pode ler no tópico Yule algumas idéias bacanas para quem celebra a Roda do Ano pelo Hemisfério Norte e para quem celebra a Roda pelo Hemisfério Sul e tem filhos em casa que ficam, sem dúvida alguma, com vontade de também ter um árvore, faça com motivos solares!





Claro! Vale girassol, fitas amarelas, borboletas, flores e o que mais a sua imaginação ( e a dos seus filhotes) mandar!


Mas não estou aqui pra falar sobre quem celebra assim ou assado, ou ainda quem não celebra ou celebra com os familiares e faz um ritual a parte.


Vim falar (escrever) sobre o consumismo exarcebado que rege esse período do ano, mais que em outros períodos e sugerir outras opções.


As lojas estão lotadas de brinquedos de plástico e que, muitas vezes, sua

durabilidade ou criatividade é tão restrita que a criança tem duas opções: quebra ou deixa jogado num canto, sem nunca mais tocar naquele brinquedo que “só serve pra olhar”.


E ainda a quantidade de objetos plásticos que são consumidos: já reparou nos enfeites natalinos? Se você guarda para o próximo ano, tudo bem, mas quem já montou árvore sabe que muito do que se pendura na árvore não se aproveita, ainda mais no meu caso, que vive na estrada.

No ano passado, fiz uma grande árvore, desenhada numa cartolina e os meus filhos pintaram, pregaram bolinhas de papel, entre outras coisas que fizemos, basicamente reaproveitando papel.

E é sempre muito divertido!


Nesse ano, será diferente. Os meninos queriam muito uma árvore.


Resolvi optar por uma simples e divertida opção: peguei um galho seco de uma árvore (para quem tiver um pinheiro ou outra planta semelhante, num vaso, fica maravilhoso! Eu fazia isso quando era criança, mas “morando na estrada” é impossível carregar uma árvore pra cima e pra baixo. rs

) e estamos enfeitando aos poucos.

Os primeiros enfeites fizemos com argila : lua, bolas, placas com espirais e runas e uma representação da Deusa. Deixamos secar e nem queimei (como se faz com a cerâmica). O furo na peça deve ser feito logo após terminar de dar a forma, assim, depois de seca, basta colocar um fio e deixar que a criança pendure na árvore!

Pode pintar com tinta, cola e até giz de cera! Esse último dá um acabamento surpreendente e foi idéia do meu filho mais velho, Dhayaram.


A idéia seguinte é aproveitar bandejas de isopor, fazendo estrelas e espalhando pela árvore.


E os presentinhos? São caixinhas pequenas embaladas com papel de presente e dando acabamento

com fitas.

Esses presentinhos em geral são “vazios”.

Aqui terá um diferencial, um sentido bem diferente: colocarei enquanto eles estiverem dormindo, pois são “Presentes de Fadas” e dentro terá

sementes para serem plantadas pelos meninos!


Outro enfeite legal e dinâmico são os pedidos. Sim!

Faça cartões pequenos, desenhe runas, triluna, triskle, o que mais quiser e faça um pedido.

Pendure na árvore com muito carinho!


Escrever uma carta para o Papai Noel, cujo nome é Odin (explicando a história dele sugerida aqui), é uma forma de você saber o que a criança deseja e não se sentir desapontada ganhando algo que não queria

.


Atenção para esse ponto que é, sem dúvida, uma parte importante da

celebração!


Imagina quando você ganha um presente que não tem nada haver com o que você esperava? A criança também se sente decepcionada, principalmente quando seus pais sequer sabem

quais os seus gostos, suas vontades.

Para quem fica muito tempo longe dos filhos, essa é uma ótima dica!


Faça ele escrever ou, se não souber, escreva pra ele! Mas lembre-se: é importante escrever exatamente tudo o que ele disser e ir perguntando, incentivando a criança a pensar, por exemplo, em como se comportou

durante o ano e se realmente merece aquele presente. Faça com que a criança argumente!


Você pode utilizar esse modelo de carta.


Além de aproximar pais e filhos, ensinará à criança a pensar, relembrar...


Com base na carta você pode comprar ou não o que a criança pede e aqui cabe uma outra dica minha: responda à carta! E por que não?

Quando eu era pequena esperava anciosa pela resposta e nada! Hahaha


Com meus filhos vou explicar os motivos de não ganhar determinado presente, e darei elogios, incentivos emocionais.


A carta para Odin já foi escrita por mim e ditada pelo Dhayaram.


Um de seus desejos é livro, ou melhor, livros, muitos deles e

nem preciso dizero quanto fiquei orgulhosa com esse pedido!

Um livro sobre dragão, outro sobre dinossauro e muitos sobre animais e fadas!


E esse é um ótimo presente para a criança que já gosta de ler ou para aquela que ainda não gosta, mas poderá ser apresentada por um meio mágico (presente de Odin, o verdadeiro nome do Papai Noel), com a ajuda dos pais!


Pensem na hora de comprar brinquedos e enfeites, pois sei que não podemos mudar o Mundo da noite para o dia, mas com uma pequena mudança na direção de nossas compras, poderemos deixar de prejudicar, ainda que só um pouquinho, nossa querida Gaia!


E prepare receitas, na noite da “grande festa”, que sua mãe fazia, ou sua avó ou ainda uma antiga receita de família!


E diga isso aos filhos e amigos!!!


Faz toda a diferença e torna esse momento ainda mais especial!


Celebre, cante, dance, coma bastante (coisa boa de se fazer nessas festas de fim de ano rs) e seja feliz, ao lado de quem você ama!!!


Bençãos e beijos super carinhosos...


Obs: veja mais sobre "natal" nesse blog!

3 comentários:

Mulher de fases disse...

Adorei o post como sempre!Amei as dicas...vou tentar fazer algo parecido aqui...quem tem crianças em casa sabe como se tem que ser criativo nessas horas!

Green Womyn disse...

Ary, querida, agora em novembro (nunca sei se é dia 23 ou dia 28) foi "comemorado" em alguns lugares do mundo o Dia Internacional sem Compras. A data fica perto do Natal propositalmente e serve como incentivo a nós, mães dessas crianças do futuro.

Adorei a postagem!

Green Womyn disse...

Adorei a idéia dos presentinhos com sementes. Merece ir para o blog da Green Womyn! (rs)