Casa da Fada Azul

Na casa da Fada Azul tem sempre biscoitos de gengibre, mel e canela, assando no forno!
Perfume de flores por toda parte...
Na casa da Fada Azul ouve-se risos de crianças, o cantar dos passarinhos e música suave, com flautas e sinos!

Sejam bem-vindos à casa da Fada Azul!


Em homenagem aos meus filhos, Dhayaram e Suraj, que amam fadas, principalmente a Fada Azul!

sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

E o Papai Noel?

No fim do ano é comum as crianças sentirem alegria ao se depararem com o Papai Noel, seja uma pessoa fantasiada ou um boneco, e querem saber quem é ele e de onde ele vem.
Sabem que é um velhinho que traz presente se forem bem comportadas.
E a mídia faz uma verdadeira festa com a chegada do "Bom Velhinho" e, claro, as crianças se tornam alvos fáceis desse mercado consumista.

Primeiro, como Pais e Mães devemos saber a origem do Papai Noel:

Clemente Clark Moore, um professor de literatura grega de Nova York lançou o poema "Uma visita de São Nicolau", em 1822, para seus seis filhos, baseando-se em alguns costumes de várias tradições e mesclando com a história cristã de São Nicolau.

Ele criou a versão onde o Papai Noel era puxado por um trenó e renas mágicas.

A história da chaminé (ficando imaginando o Papai Noel tentando entrar pela chaminé... rsrs) foi baseada num costume típico da Finlândia. Os antigos lapões viviam em pequenas tendas, semelhantes a iglus, que eram cobertas com pele de rena. A entrada para essa “casa” era um buraco no telhado.

Outros pesquisadores defendem que o motivo do Papai Noel descer pela chaminé é devido a um costume das pessoas de limparem a chaminé no Ano Novo, para que assim a boa sorte pudesse "entrar" na casa, permanecendo por todo o Ano.

Uma modificação que Moore fez foi trocar a vestimenta do Papai Noel.
Sua roupa em tons amarronzados e sua coroa de azevinhos na cabeça (simbolo tipicamente pagão), foi trocado pela roupa vermelha e branca e o gorro na cabeça.

Algumas pessoas tentam justificar a existencia do Papai Noel na tradição cristã, relacionando-o a São Nicolau, na tentativa de desvincular a Tradição Pagã do Natal e tentando encontrar uma forma de dar uma conotação Cristã ao Papai Noel.

O Natal está ligado ao Sabath Yule, que comemora o nascimento do Deus Sol, no solsticio de Inverno. Nossos antepassados mantiveram as datas e aqui no Brasil, enquanto é solsticio de Verão, muitos continuam a comemorar de acordo com o Hemisfério Norte.

Então, fica óbvio que o Natal tem sua origem pagã.

Uma teoria mas antiga da origem do Papai Noel está relacionado a Odin ou Wotan, Divindade encontrada na mitologia nórdica e teutônica.
Ele anda entre os humanos disfarçado de velho andarilho barbudo, munido de capa, chapelão e uma longa vara.
Odin possui dois ajudantes: os corvos Hugin e Munin (Pensamento e Memória). As duas aves voam sobre as batalhas e lhe dizem quais guerreiros merecerão, ao morrer, ser conduzidos ao Valhalla pelas Valquírias e quais farão companhia, no mundo subterrâneo a Hel (há a hipótese levantada por estudiosos de que Hel era uma deusa e não um deus, conhecida também como Huld ou Holle).

São Nicolau e Odin não possuem semehança alguma, e ainda assim foi bem sucedida a historia levantada por Moore, deixando de lado Odin e adotando São Nicolau como o "antigo" Papai Noel.

A questão principal desse tópico é como apresentar às crianças o Papai Noel?

Eu tenho várias idéias e posso dizer que comecei a pensar sobre o assunto quando meu filho mais velho, Dhayaram, de três anos, ficou entusiasmado ao ver um boneco gigante do "Papai Noel"...

Crianças adoram histórias, principalmente se for uma Boa História!


Então, vamos lá, à minha versão do "Papai Noel":

É um segredo, mas o verdadeiro nome do Papai Noel é Odin!
Em Asgard, no reino dos Deuses, mora um homem muito forte, senhor de todas as magias e que possui uma longa barba.
Seu nome é Odin.
Ele anda com uma lança que se chama Gungnir e monta um cavalo com oito patas, chamado de Sleipnir!
Odin é Deus muito sábio.
Ele possui dois ajudantes, os corvos Hugin e Munin, que significa Pensamento e Memória.
Essas aves contam a Ele tudo o que acontece no Mundo inteiro e tudo o que nós fazemos!
Então, toda vez que nós ajudamos alguém ou cuidamos de uma planta, Odin fica sabendo e, em Yule, nos envia muitos presentes em forma de agradecimentos.
Odin faz com que as pessoas que ele sabe que fizeram coisas boas fiquem mais sábias, inteligentes e lhes dá força!
Esses são os presentes de Odin.
Agora, se Hugin e Munin virem você maltratando uma planta, um animal ou qualquer outra pessoa e contarem para Odin, ele ficará furioso e não lhe dará nenhum presente.

Para quem celebra pela Roda do Sul:


No Hemisfério Norte, lá do outro lado do Mundo, agora é inverno, então Odin dá os presentes a quem mora por lá e nos visita somente quando é solstício de inverno, por aqui, onde moramos.
Nossos antepassados vieram do outro lado do Mundo e trouxeram as festas que comemoramos, por isso muita gente comemora Yule agora, no fim do ano.
Isso não quer dizer que não podemos fazer uma festa!
Agora é Verão, então vamos comemorar e fazer uma bela festa!
E claro, com muito presentes!

Sobre os presentes:

Quem compra os presentes pra você é o Papai, a Mamãe, a Vovó, porque nós gostamos muito de você e queremos que você saiba disso!

Uma dica que eu acho super importante:

Faça com que seu filho (a) faça também presentes e dê a quem ele quiser.
Pode ser algo pequeno.
Uma caixinha bem enfeitada com uma semente dentro, flores secas ou pedrinhas...
E claro, insentivando-o a fazer o embrulho e a escolher o que quer dar e a quem quer dar.

Uma curiosidade:


O Mito da Coca-Cola

É amplamente divulgado pela Internet e por outros meios que a Coca-Cola seria a responsável pelo atual visual do Papai Noel (roupas vermelhas com detalhes em branco e cinto preto),e esta informação procede. Até o final do século XIX, papai Noel era representado com roupas de inverno, porém na cor marrom. Em 1881 a Coca-cola realizou uma grande campanha publicitária vestino Papai Noel com as cores vermelha e branca (como as de seu rótulo) e acrescentou-lhe um barrete vermelho adornado por um pom-pom branco. Tal campanha fez um enorme sucesso e a nova imagem de Papai Noel espalhou-se rapidamente pelo mundo.

6 comentários:

Michelle Patricia disse...

Oi linda! To adorando seu blog!
Tentei comentar o post das fadas, mas tive problemas! Tb é excelente! C sabe q sou responsável pela coluna infantil da Abra né? Tenho um milhão de materiais a respeito, se vc quiser alguma ajudinha... rs..rs..
Beijos linda!

Ariany disse...

Olá Michelle!

Não sabia da coluna infantil da Abra!
Toda contribuição é super válida!
Pode enviar para meu e-mail:
arianymoreira@bol.com.br

E conto com a divulgação dessa casa!

Começamos a pouco tempo, mas estamos cheias de idéias, até porque o "Universo Pagão" é deficiente, principalmente o infantil e nossas crianças estão crescendo e precisamos pensar nelas, sempre!

Bençãos dos Deuses!

Bruma disse...

Que idéia maravilhosa minha amiga!
Adorei seu blog está lindo!

Ariany disse...

Muito grata Bruma!

Seja sempre bem-vinda!

Lembrando que eu e Danielle somos responsaveis por esse espaço encantado!

Grega disse...

Amei! Vou contar aos meus 3 filhos. Mas sobre a verdade de quem dá os presentes, vou esperar um pouco mais, eles são pequenininhos e tirar a fantasia dele de o velhinho lhes trazendo brinquedos me corta o coraçãos, rsrsrsrs!
Mas muito boa postagem! Parabéns!!!

Danielle disse...

Grega, eu concordo com vc! Meu filho ainda acredita no Papai Noel e venho sendo bastante criticado por isso, o que às vezes até me irrita um pouco.